PERGUNTA NÚMERO UM: SE DEUS É ONISCIENTE E ONIPOTENTE, O SEA, ELE SABE DE TUDO. POR QUE RAZÃO PELA QUAL DEUS NÃO INTERFERIU DOS PRIMEIROS ANTEPASSADOS?.

 

Esta pergunta está relacionada com a raíz do pecado, para isto, vamos citar vários versículos que nós ajudaram a compreender bem a questão.

 

Génesis 2: 9 O Senhor fez com que ali crescessem árvores lindas de todos os tipos, que davam frutas boas de se comer. No meio do jardim ficava a árvore que dá vida e também a árvore que dá o conhecimento do bem e do mal.

Génesis 15-17
15Então o Senhor Deus pôs o homem no jardim do Éden, para cuidar dele e nele fazer plantações. 16E o Senhor deu ao homem a seguinte ordem:

— Você pode comer as frutas de qualquer árvore do jardim, 17menos da árvore que dá o conhecimento do bem e do mal. Não coma a fruta dessa árvore; pois, no dia em que você a comer, certamente morrerá.
Deuteromônio 30: 14- 15  Mas a palavra está mui perto de ti, na tua boca, e no teu coração, para a cumprires. Vê que hoje te pus diante de ti a vida e o bem, a morte e o mal.
 
Comentário de Gonzalo: Não existe nenhuma árvore no mundo natural que produz “vida” ou “conhecimento do bem e do mal”. Aqui temos uma linguagem figurativa, e para descobrirmos o que representam estas árvores, vamos primeiro analisar a árvore da vida, que se encontrava ao lado da árvore do conhecimento do bem e do mal. Este mandamento fue dado ao homem, ou seja, Adão e Eva; não comer, o caminho da vida; comer, o caminho da morte; aqui entra o livre arbítrio. Alguns acreditam que Adão e Eva caíram porque eles tinham livre arbítrio. É claro que o seu livre arbítrio tornou possível para eles escolherem a cair. Se eles tivessem caído por causa de sua livre vontade, no entanto, sempre haveria o perigo de cair, mesmo depois que eles haviam se tornado perfeito. Insegurança existiria mesmo no reino celestial,onde o homem é ter completa liberdade. Tal insegurança, então, existir para sempre, ea realização prometida da perfeição seria impossível. Se não houver possibilidade de criação de Deus para se tornar tão perfeito como Ele, então Deus não é perfeito ou Todo-Poderoso. A pergunta onde se encontra a fruta, na árvore da ciência do bem e do mal, se a fruta está na árvore, vamos pesquisar sobre esa árvore. Em toda Biblia só fala 2 versículos: Génesis 2:9 e Génesis 2:17. A pergunta, se Dios todopoderoso colocou uma fruta, Ele sabia que poderia cair, só para testar obedência... Deus testaria o homem de tal maneira que o homem poderia morrer? Deus, como um pai de amor, criaria um fruto que matasse a humanidade? Poderia este fruto ser tão desejável que eles até jogariam fora suas vidas? Poderia um fruto literal causar o pecado original e passá-lo de geração a geração até o dia de hoje? no jardim de Édem: Estava Dios, Lucifer, Arcanjos, e Adão e Eva. Se Adão come dessa fruta, certamente morrerá. Então, ela é importante para desmascarar. Conclusão, portanto, este fruto não pode ser literal, mas deve ser simbólico, se é assim deve ter um significado profundo.(refletir)
Jesus num versículo diz: o que entra na boca não o contamina, o que sai da boca é que contamina o homem,( Mateos 15: 11-19). Explicação: qualquer coisa que comas, não contamina, porém uma palavra mal direcionada pode afetar uma pessoa. Se Deus pus a fruta não contamina, ao contrário, é deliciosa.
Vamos a pesquisar sobre árvore da vida:
Génesis 3: 24- E havendo lançado fora o homem, pôs ao oriente do jardim do Éden os querubins, e uma espada flamejante que se volvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida. (o caminho original para a Árvore da Vida é fechado)
Provérbios 13: 12-13  A esperança adiada entristece o coração; mas o desejo cumprido é árvore de vida. O que despreza a palavra traz sobre si a destruição; mas o que teme o mandamento será galardoado.
Apocalipse 22: 14-Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestes [no sangue do Cordeiro] para que tenham direito à arvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.
 
“O fruto do justo é arvore de vida”,... (Pv 11: 30)...
“o desejo cumprido é árvore de vida”(Pv 13: 12),
“a Sabedoria é árvore de vida” (Pv 3: 18).
JOÃO 15:5 Jesús como a videira(árvore da uva)
ROMANOS 11: 17 Jesús como uma árvore de oliveira.
ISAIAS 5:7 Os homens de judá são árvores
DANIEL 4: 19-22 O Rei é uma árvore
SAlmos 1:3 Ele é como uma árvore.
 
Estes são bons "respaldos’’ bíblicos para afirmar claramente que a árvore não é literal, mas tem um sentido de desejo ou esperança de atingir o ideal da criação de Deus.
Qual deverá ter sido a esperança de Adão enquanto ele estava no processo de crescimento à perfeição? Ele tinha esperança de atingir a maturidade e o tempo certo de cumprir a segundo Bênção "multiplicai" que é a qualificação de fundar uma família.

Se Adão tivesse atingido a AV, todos os seus descendentes também teriam atingido a AV e assim eles teriam realizado o Reino do Céu na Terra, o Paraíso terrestre (representado para o Jardim de Éden). Contudo, Adão caiu e Deus colocou uma espada de fogo na entrada do jardim, para guardá-lo. O homem decaído não pode alcançar a AV para sua própria capacidade. Um novo Adão deve vir e mostrar o caminho da perfeição, neste sentido Jesus veio como a Arvore da Vida. A bíblia refere-se Jesus como videira (Jo. 15, 5) e oliveira (Rm. 11, 17), e Paulo chamou Jesus de "Ultimo Adão". Por isto, Cristo deve voltar novamente para abrir o caminho da Arvore da Vida mencionado em Ap. 22, 14.
 
Deus poderia evitar a queda?

Deus é todo-poderoso e onisciente. Portanto, ele poderia prever a possibilidade da queda de Adão. No entanto, Deus não impediu a queda de Adão e Eva. Prevendo as conseqüências destrutivas de sua transgressão, por que Ele não intervir? Deus criou o Princípio Divino para governar o homem durante seu crescimento a partir de Formação para a perfeição. Deus não intervém diretamente nos assuntos de seus filhos até que eles têm crescido a perfeição. Adão e Eva caíram, enquanto eles estavam imaturos. Se tivessem sido madura, eles teriam amado a Deus tão profundamente que nenhuma tentação poderia ter transformado-os para longe dele.

Pelas seguintes razões Deus não intervém diretamente, seja para evitar a queda ou para restaurar a Adão e Eva a seu estado inocente imediatamente.

A. Deus é absoluto e perfeito, e Ele criou o princípio a ser um sistema perfeito de lei espiritual. O Princípio fornece homem com toda a orientação que precisa para o crescimento para a maturidade espiritual. De acordo com o seu princípio, Deus não interferir com o homem enquanto ele está cumprindo sua parte responsável. Durante o crescimento do homem, o princípio é suficiente para a orientação do homem. No momento da sua queda, Adão e Eva tinham chegado apenas a parte superior do estágio de crescimento. Se Deus interveio para evitar a queda ou para restaurar os Seus filhos caídos diretamente, ele teria violado seu próprio princípio e invadiu a responsabilidade do homem. Assim, o princípio parece imperfeito, incapaz de guiar o homem em seu crescimento.

B. Deus não é responsável por aquilo que Ele não criou. Se, após a sua queda, Deus tinha assumido a plena responsabilidade, e restaurou-los, Ele teria sido reconhecer a sua transgressão, como parte de sua criação. Se Deus fosse reconhecer o ato fora do Princípio iniciada por Satanás, como parte de Sua criação, então Ele estaria reconhecendo Satanás como co-criador. Uma vez que Deus é o único Criador e traz apenas o bem, Ele em nenhum caso, reconhecer o mal como parte de Sua criação, nem assumir a responsabilidade por sua abolição.

C. Deus criou o homem para ser o Senhor de toda a criação. Para se qualificar, o homem deve ser madura, tendo passado por três fases de crescimento. Quando Deus estabelece domínio direto sobre o homem, o homem é reconhecido como tendo atingido a maturidade. Quando Adão e Eva caíram, eles ainda eram imaturos, portanto, sob o domínio indireto de Deus. Se Deus tivesse exercido domínio direto sobre eles no momento de sua queda, Ele teria sido reconhecendo-os como maduro, que não eram. Para ver Adão e Eva tornam-se totalmente qualificado, Deus teve que esperar até que eles tinham crescido ao estado de perfeição. Para dar ao homem o senhorio, Deus teve que deixá-lo livre de intervenção direta até chegar ao estado de perfeição por si mesmo. Deus não o fez explicitamente previno Adão e Eva sobre a tentação de Lúcifer, porque eles tiveram que usar seu próprio julgamento em todas as situações. Se Ele lhes havia dito claramente, a dignidade de Adão como o Senhor da criação teria sido ferido. Deus só deu uma dica sobre a possível tentação de Lúcifer.

Por estas razões, Deus não interferiu com a queda de Adão e Eva. Ele teve que trabalhar para a sua recuperação depois.

 

RESUMEN

 A razão pela qual Deus não interferiu na queda dos primeiros homens

Sendo onisciente e onipotente, Deus devia estar a par dos atos pervertidos dos primeiros homens que os estavam conduzindo à Queda. Então, por que Deus não interferiu para impedir a Queda?

1-Para MANTER O CARÁTER ABSOLUTO E PERFEITO DO PRINCÍPIO DA CRIAÇÃO
2-PARA QUE SOMENTE DEUS SEJA O CRIADOR
3-PARA QUALIFICAR OS SERES HUMANOS COMO OS SENHORES DA CRIAÇÃO.
Pergunta número 2: João 1: 1-3

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus.Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.

Referencias cruzadas: Génesis 1:1, Proverbios 8:23, 1 João 1: 1-2

 

Analizando a primeira frase:  No princípio era o Verbo.

Era, verbo pretérito imperfeito, isto significa que se repite constantemente alguma ação, este é um verbo de ligação que liga, no principio com o verbo.

o verbo é predicativo do sujeito, e o verbo é uma ação do sujeito, no princípio.

Quando se fala de principio, fala-se de origem, e o verbo como é ação o estado, significa a mente estava ativa pensando no proceso mental da creação, antes de fazer todo,já estava planejando.

 A outra parte, e o verbo estava com Deus; esto no significa Deus, quer dizer que o verbo advém(acontecer depois)de Deus. Significa que a a força era dirigida, ou seja, tinha vontade de fazer o material desde o principio, porém primeiro planejou. Então o verbo nasceu, ou se derivou de Deus.

 O verbo era Deus, significa que mente ativa se projetou com sua energia para todas as coisas. Mostra por sua vez que "Deus=Verbo", todo comecou com Ele, não teve outra fonte. Antes de fazer o visível, era sem luz, depois que começou a materia veio a luz, só comparando noite e dia. Para muitos pesquisadores, "Deus=Logos". O significado de Logos: é uma palavra grega, com diversos significados: palavra, discurso, matéria, razão, motivo, o falar, etc. O significado, portanto, depende muito do contexto em que o vocábulo é usado. O correspondente, em hebraico, é dabar. Ao materializar o Verbo(logos) ou ato de criar, é porque tudo, estava planejado na Mente Universal.