Redação

(confronto e reconhecimento de frases corretas e incorretas), nestas composições o analizador quere saber, sim, você domina a norma culta e ademais conhecer os erros. Dentro do periodo, encontrará frases corretas e incorretas, a verdadeira será: frases corretas.

 

1-(TRF 5 região-Analista judiciário,área administrativa-2008)

Está inteiramente clara e correta a redação da seguinte
frase:
(A) O Brasil é um país que sucita posições extremadas; ele inclui tanto a admiração como a depreciação, entre os brasileiros.

(comentario: o verbo está errado, suscita)
(B) Ora parece que a humanidade não tem jeito, e viceversa; nesses dilemas entre otimismo e o pessimismo vivemos todos. 

(comentario: a primeira frase não é viceversa e o paralelismo quebrado, faltou o artigo em otimismo; dilema e não dilemas)
(C) Muitos homens se valem da crença religiosa para se auto-sacrificarem em protesto político, em cujo também morrem vários inocentes.(comentario: se fuesse no português atual= autossacrificarem, o cujo também, está errado, seria cujo substantivo)
(D) Não obstante o pessimismo, os otimistas também podem ter momentos em que se manifestam em meio à uma grande insatisfação.(comentario: a crase está errada, a uma)
(E) Com a irônica frase final, o autor do texto sugere que o pessimismo e o otimismo podem ser considerados simples variações do nosso humor.(comentario: a vírgula e o paralelismo= frase certa)


2-(Tribunal de contas do Estado de São Paulo-agente de fizcalização financeira-2008)

Mais do que com dificuldades de exploração e de extração, o mundo sofre com a falta de capacidade de refino moderno, para produzir derivados com baixos teores de enxofre e aromáticos. (2o parágrafo)
A afirmativa acima aparece reescrita em outras palavras, com clareza e correção, sem alteração do sentido original, em:
(A) São maiores as dificuldades de exploração e de extração de petróleo no mundo, além da capacidade de refino moderno, com baixos teores de enxofre e aromáticos.(comentario: en este periodo foi colocado as dificultades de exploração, de exploração e refino moderno; este não está de acordo a frase original)
(B) A necessidade de refino moderno para produzir derivados com baixos teores de enxofre e aromáticos iguala as dificuldades de extração e de produção.(comentario:iguala não)
(C) A falta de capacidade de refino moderno para a produção de derivados com baixos teores de enxofre e aromáticos supera as dificuldades de exploração e de extração do petróleo.(comentario: certa, no sentido semántico)
(D) As dificuldades de exploração e de extração no mundo estão na capacidade de refino moderno, para produzir petróleo com baixos teores de enxofre e aromáticos.(comentario:o erro está em estão na capacidade...)
(E) A exploração e a extração de petróleo no mundo sofre com a falta de capacidade de refino moderno, com derivados com baixos teores de enxofre e aromáticos.(comentario: ambiguedade entre exploração e extração)

 

3-(Tribunal de contas do Estado de Alagoas, analista de sistemas-2008)

A autora poderia ter optado, corretamente, pela seguinte
redação da frase em que formula sua preferência:
(A) Prefiro muito mais a interpretação destes pensadores
do que àqueles.(comentario: excluir muito mais,preferir-escolher- pelo prefixo pre, expressões intesificadores-mais, muito mais,mil vezes a de aqueles; o verbo preferir es un verbo vtdi-prepo. a)
(B) A minha preferência é mais da interpretação destes
pensadores que a daqueles.(comentario:erro é mais; crase na a)
(C) À interpretação daqueles pensadores não tenho como
deixar de preferir a destes.(comentario:certa quem prefere,prefere alguma coisa a outra)
(D) Prefiro à destes, em vez da interpretação daqueles
pensadores.(comentario:errado a crase, pode tirar a vírgula)
(E) É para mim preferível, em vez da interpretação daqueles
pensadores, à que defendem estes.(comentario:inversão  lógica e pontuação)

 

Nossa história e nosso passado não são nem cargas indesejadas, nem determinações absolutas. Sem eles, não teríamos de onde sair, nem para onde nos projetar.

4-(Tribunal de contas do Estado de Alagoas, analista de sistemas-2008)

Numa outra redação de um segmento do 5o parágrafo do texto, estará correta e coerente com o sentido original a seguinte construção:
Sem nossa história e nosso passado, não teríamos(reescritura) ideia de continuação

Onde indica lugar sempre; e um lugar parado ou fixo

Aonde indica movimento, aqui é regência do verbo


(A) de onde prover, nem aonde nos inclinarmos.(comentario: prover significa abastecer, suprir e é vtd; aqui é provir-originar-se- vti com prep. de e aonde está errado, quem se inclina se inclina a um lugar)
(B) por onde começar, nem espaço para nos expandirmos.(comentario começar por, esta é a certa)
(C) aonde começar, nem aonde alcançarmos projeção.(comentario:aonde está errado os dois)
(D) por onde provermos, nem lugar aonde nos fixarmos.(comentario: é prover é vtd não tem preposição e está errado aonde)
(E) onde dar início, nem aonde progredirmos.(comentario: faltou coerência)

 

5-(INFRAERO, ANALISTA SUPERIOR II-ADMINISTRADOR, 2009)

Está clara e correta a redação do seguinte comentário

sobre o texto:

(A) Entre a decolagem e a aterrissagem, operações que o deixam tenso, ele se atém a contemplar o firmamento azul, cuja beleza parece hipnotizá-lo.(comentario:lo e ele se refere o passageiro, vírgula e verbo tudo faz concordância, certa)

(B) Parece não haver, para os homens, desejos que não possam realizar-se, mormente quando sua dificuldade os tornam ainda mais inexequíveis.(comentario: o verbo tornam está errado, é torna)

(C) Uma vez embarcado e vencido a preocupação, a tensão e o temor iniciais, o novato se entretia com o espetáculo cujo desenrolar assiste na janela.(comentario: entretia errado, entretinha; cujo desenrolar errado)

(D) A indiferença dos passageiros que leem jornal ou conversam, parece, aos olhos do passageiro de primeira viagem, um descazo para a vista aérea.(comentario:correção"supressão de todas as vírgulas")

(E) Tão logo o avião arranca na pista, em face de seu temor primitivo, esses passageiros retesam o corpo, na medida em que está prestes a decolagem.(comentario: correção- arranque, na medida em que esteja são ações hipotéticas)

 

6-(TRT 8R-TÉCNICO JUD-ADMINISTRATIVO, 2010)

Em 1498, o Doge de Veneza convocou seus conselheiros. Informou os conselheiros de que naquela manhã ele recebera um despacho, e esse despacho trazia uma notícia lamentável. Um navegador português, Vasco da Gama, conseguira dobrar o sul da África pelo Cabo das Tormentas, cabo que foi rapidamente rebatizado de Cabo da Boa Esperança. Até essa data Veneza controlava a totalidade do comércio entre o Ocidente e o Oriente. Veneza era a porta que permitia à Europa se comunicar com a Ásia. Veneza era a única porta entre os dois continentes. Ela foi privada de seu privilégio.
(Texto elaborado a partir do artigo de Gilles Lapouge, publicado no jornal O Estado de S.Paulo, Economia, B14, 11 de
julho de 2010)
O comentário acima está redigido com lógica, clareza e correção, sem repetições desnecessárias, em:(comentario: encontrar o periodo mais correto)
(A) O Doge de Veneza convocou seus conselheiros em 1498, informando-lhes de que naquela manhã acabava de chegar um despacho, o qual era uma notícia lamentável, por que Vasco da Gama − um navegador português − tinha dobrado o sul da África pelo Cabo das Tormentas, o qual foi rapidamente rebatizado de Cabo da Boa
Esperança. Até aí Veneza estava controlando a totalidade do comércio entre o Ocidente e o Oriente, sendo a porta que permitia comunicar a Europa com a Ásia. Veneza era a única entre os dois continentes que foi privada de seu privilégio.(comentario: o verbo convocar está no sentido de fazer reunir e é um verbo transitivo direto, informando-lhes está errado porque lhes es objeto indireto; o qual errado)
(B) Em 1498, o Doge de Veneza convocou seus conselheiros e informou-os que naquela manhã ele tinha recebido um despacho, que era lamentável. Um navegador português: Vasco da Gama, tinha dobrado o sul da África pelo Cabo das Tormentas, cabo que foi rapidamente rebatizado de Boa Esperança. Até essa data Veneza controlava o comércio inteiro entre o Ocidente e o Oriente. Veneza era a porta de comunicação da Europa e Ásia, sendo a única porta entre esses dois continentes e estava sendo então privada de seu
privilégio.(comentario: o verbo informar é um VTDI, faltou de; faltou Cabo de boa esperança, repete Veneza dois vezes)
(C) Em 1498, o Doge de Veneza convocou seus conselheiros, pois naquela manhã ele recebera um despacho com uma notícia lamentável: um navegador português, Vasco da Gama, conseguira dobrar o sul da África pelo Cabo das Tormentas, rapidamente rebatizado de Cabo da Boa Esperança. Até essa data, Veneza – agora privada de seu privilégio − controlava a totalidade do comércio entre o Ocidente e o Oriente, como a porta que permitia à Europa se comunicar com a Ásia, a única entre os dois continentes.(comentario: pois é uma explicativa da oração anterior, como tem uma vírgula é explicativa; sim tivesse dois vírgulas, fuesse uma conclusão e cabo é uma pessoa que chefia, por isso não aparece)
(D) Os conselheiros do Doge de Veneza, em 1498, que convocou, para informá-los que naquela manhã ele recebera um despacho, que trazia uma notícia lamentável, visto que um navegador português, Vasco da Gama, estava dobrando o sul da África pelo Cabo das Tormentas, o chamado da Boa Esperança. Veneza controlava ainda, como privilégio, a totalidade do comércio entre o Ocidente e o Oriente que era a porta que comunicava a Europa com a Ásia. Veneza era a única porta entre esses dois continentes.(comentario: ênfase em Veneza e não os conselheiros; a primeira vírgula errada, los de informar errado)
(E) O Doge de Veneza e seus conselheiros − que convocou naquela manhã, em 1498 − para informar que era um despacho lamentável, que estava sendo recebido. Vasco da Gama, um navegador português conseguiu dobrar o sul da África pelo Cabo das Tormentas, que tinha então recebido o nome de Cabo da Boa Esperança.
Veneza era a porta que permitia a Europa se comunicar com a Ásia: controlando a totalidade do comércio entre o Ocidente e o Oriente; era a única entre os dois continentes, tendo sido privada de seu privilégio.(comentario: incorência no começo)

 

7-( FCC - 2001 - TRF - 1ª REGIÃO - Analista Judiciário - Área Judiciária)

Está inteiramente clara e correta a redação da frase:

 

a) É na constância da prática que os valores culturais se retificam, confirmando-se assim como valores onde sua legitimidade torna-se indiscutível.(comentario: não é retificam 'fazer correção ou tornar reto' e ratificam ' confirmar ou comprovar', onde errado é quando)

b) Embora elogiáveis sobre muitos aspectos, as alterações do novo código não obtiveram mais do que buscar acompanhar fatos há muito consolidados.(comentario a preposição sobre 'en cima de ou  por cima de'está errada, é sob 'debaixo de, perto de, durante', oração reduzida buscar acompanhar)

c) O autor do texto ao tratar de práticas e convenções está referindo às ações nas quais cujos seus valores nem sempre são imediatamente acompanhados pela legislação vigorosa.(comentario:virgulas entre ao tratar... e convenções, nas quias, cujos seus errado)

d) A demarcação de um campo de direitos não prescinde de muita luta, tal como pode observar quem venha acompanhando o processo das batalhas feministas.(comentario: tal faz referencia à frase anterior, a vírgula bem colocada; portanto certa)

e) Não obstante haja quem o discorde, muitos acreditam que o que é justo decorre do texto legal, não se passando o mesmo com a prática das ações.(comentario: apesar de haver;  o discorde é vti não aceita o.d; vírgula o mesmo, linguagem oral)

 

8-(FCC - 2007 - TRE-SE - Analista Judiciário - Área Administrativa)

Está clara, coerente e correta a redação da seguinte frase:

 

A) Há indicativos de estar ocorrendo um fenômeno originado pelo próprio homem, qual seja, estar hávendo um aquecimento do planeta que é crescente.(comentario: frase confusa, havendo não tem acento)

B) Quando o mar subir até o nível de nossas costas, eis aí um dos efeitos devastadores que nossos descendentes mais remotos podem chegar a atingir.(comentario:eis,usa-se para apresentar algo ou alguém, geralmente presente ou próximo dos interlocutores; aqui está, aqui estão, aí( nesse lugar,isso,essa coisa) e o verbo chegar é verbo intransitivo, ele está certo).

C) Ainda que seja muito diferente de nós, temos a capacidade de aquilatar de que os outros homens são, igualmente, nossos próximos e semelhantes.(comentario: aquilatar(determinar o quilate de.) a frase no está clara)

D) Se nossa salvação espiritual ocorre no plano do indivíduo, nossa salvação como espécie condiciona-se à nossa capacidade de promover uma ação coletiva.(comentario:é facultativa a crase antes de pronome possessivo no singular, está frase é a certa)

E) É nosso mister que criemos um tipo de cultura à qual se faculte uma tal ação coletiva que possibilite(vt) a permitir nossa sobrevida enquanto

habitantes deste planeta.

(comentario: mister 'ocupação,arte',enquanto 'durante o tempo em que; entretanto que; em relação a; no relativo a; ao passo que'. sobrevida 'tempo de vida após um limite, geralmente o diagnóstico de doença terminal' errada)

 

9-(FCC - 2006 - TRT-4R - Técnico Judiciário - Área Administrativa)

Está clara e correta a redação do seguinte comentário sobre o texto

 

A) Se nós revêssemos nosso comportamento durante uma Copa, pode ser que fôssemos corrigir alguns excessos deles.(comentario: revíssemos)

B) Não é muito fácil encontrar alguma família em cuja não exista algum torcedor mais fanático, no qual se deixe levar a quase histeria.(comentario:que por cuja; o qual, crase à quase)

C) É incrível como as crianças muito pequenas não se incomodam, ao passo que uma Copa seja assistida pelos adultos com mais emoção.(comentario:o verbo assistir, no caso, é vti., por isso não admite voz passiva. O correto seria: ao passo que os adultos assistem à copa com mais emoção)

D) É apenas por solidariedade a seus maridos que muitas mulheres buscam se abrir às emoções de uma Copa do Mundo.(certa)

E) Talvez seja um exagero do autor do texto achar que os próprios laços familiares se ameacem devido as frustações do futebol.(comentario: correção, às frustrações)

 

10-(FCC - 2007 - TRT-23R - Analista Judiciário - Área Judiciária - Execução de Mandados)

Está clara, correta e coerente a redação da frase:

 

A) Por considerar oportuna a frase de Disraeli, a combativa juíza citou-a, num programa de TV, referindo-se à desenvoltura com que agem os malfeitores.( citou-a, esa a Disraeli; crase certa, agem com; frase certa)

 

B) É tamanha a desenvoltura que se investem os malfeitores, que a ousada juíza não hesitou de citar uma frase de Disraeli na TV a propósito desse tema tão atual.(comentario: o verbo hesitar é intransitivo; o verbo investir é transitivo 'dar investidura', não concorda com a frase anterior, a frase toda está confusa)

 

C) Em vista de ser tão atual a propagação das ações de má fé, a destemida juíza entendeu por bem de citar na TV uma frase de Disraeli, em cuja percebe um vivo sentido.(comentario: de citar; na qual em vez de cuja, o verbo entender: vint, vtran, v pronominal)

 

D) Há frases, como a de Disraeli, que falam da atualidade desenvolta com cuja costumam agir os canalhas, por isso a valorosa juíza citou-a, com tal propósito, num programa de TV.(comentario: cuja costumam; com a qual)

 

E) Os canalhas têm grande ousadia, segundo Disraeli, por isso a combativa juíza citou-a, num programa de TV, ao considerar na oportunidade o quanto a mesma é atual.(comentario:Esta frase está totalmente ambígua e incoerente)

 

11-(NOSSA CAIXA-ANALISTA DE SISTEMA-2011)

A má construção exige que se dê nova redação à seguinte frase:

(A) Por se sentirem donos do mundo, os países mais poderosos não estão habituados a fazer, com humildade, uma análise crítica de si mesmos.(comentario: estão habituados a fazeres; pleonasmo si mesmos, ainda passa)

(B) Uma das consequências do trágico episódio de 11/9 foi o bombardeio a que os Estados Unidos submeteram o Iraque, país tomado como bode expiatório.(comentario: trágico episódio é núcleo concorda com foi; o verbo someter exige a, a que certa; frase certa)

(C) O significado que a expressão dez de setembro passou a ter depois do trágico atentado denota a preocupação dos americanos com o que está ou não na moda.(comentario: sujeto, o significado...atentado; o resto predicado, frase certa)

(D) Jamais os Estados Unidos haviam tomado consciência de sua vulnerabilidade, que ficou evidenciada com o bem-sucedido ataque terrorista às torres gêmeas.(comentario: ataca a quiem, então a crase, certa, periodo certo)

(E) Ainda que se considere um episódio obviamente trágico, as torres gêmeas constituíam um símbolo da opulência capitalista e da alta tecnologia americana.(comentario: ainda que(embora) a segunda oração quebra com a primeira, não tem lógica, quebra de expectativa; errada)

 

12-(NOSSA CAIXA-ANALISTA DE SISTEMA-2011)

Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:

 

(A) De fato,humor ferino e crítica lúcida podem convergir em um mesmo texto,como é o caso dessa crônica exemplar de Luis Fernando Verissimo.

(comentario: de fato(explicação afirmativa deslocada); a regência de convergir é em; a vírgula está certa; frase certa)

 

(B)Há casos exemplares de crônicas como esta,aonde a ironia,a mordacidade e a análise sabem conviver de modo a que pareçam naturais.(comentario: o verbo conviver(intransitivo) não rege preposição,portanto, não é aonde é onde e também com; de modo que)

 

(C) Este autor tem conseguido viver apenas do que escreve além de eventuais entrevistas em que ele concede,mesmo se considerando tímido.(comentario: daquilo em vez de do; conceder é um verbo transitivo, não tem em; as quais)

 

(D) O autor equipara o 11/9 ao Dilúvio bíblico,com base na proporção desses fatos e do sentido de autocrítica que contribui para ambos.(comentario: falta de clareza)

 

(E) Poucos autores se pronunciaram sobre o 11/9,seja por que em respeito aos sacrificados,ou por que é comum que as grandes tragédias impliquem em silêncio.(comentario: por que tirar o que; ser comum; falta clareza)